Inglaterra pega Colômbia para evitar nova queda de campeão

Inglaterra pega Colômbia para evitar nova queda de campeão

Colômbia enfrenta a Inglaterra nesta terça-feira, a partir das 15h (de Brasília), pelas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, na Arena Spartak, em Moscou. O jogo será o último desta fase do Mundial e reserva um equilibrado confronto entre duas seleções que vivem bons momentos.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo de 2018

Em uma Copa do Mundo que já viu a queda de três campeões antes das quartas de final – Alemanha, Argentina e Espanha –, a Inglaterra não terá vida fácil pela frente. A equipe foi acusada de não buscar a vitória contra a Bélgica no último jogo da fase de grupos para escapar da chave “mais difícil” do mata-mata, onde estão os outros três campeões remanescentes: Brasil, França e Uruguai. Se a estratégia foi mesmo essa, pode sair pela culatra. Rival deste domingo, a Colômbia é perigosa e tem uma das melhores gerações de sua história.

 

Falando em gerações, a Inglaterra não vive seu auge há alguns anos, quando ainda tinha David BeckhamSteven Gerrard e Paul Scholes. Equipes mais talentosas, porém, falharam em levar a seleção longe no torneio. Em 2018, o único título mundial conquistado pelos ingleses completa 52 anos e, nesse período, o melhor resultado foi uma semifinal em 1990. Muito pouco para uma campeã mundial. Os ingleses torcem para que a pouco badalada mas boa equipe atual – aliada a uma chave sem nenhum bicho-papão – quebre a escrita e faça o país ao menos voltar a disputar uma final de Copa. Para isso, contam com a pontaria de Harry Kane, artilheiro do Mundial até aqui com 5 gols.

A Colômbia, por sua vez, vive os melhores anos de sua história no futebol mundial. Há quatro anos, os colombianos tiveram sua melhor participação em Copas do Mundo, chegando às quartas de final, quando caíram para o Brasil, terminando a competição na quinta colocação. O destaque colombiano é o meia James Rodríguez, artilheiro da Copa de 2014, com seis gols. O craque, porém, está longe do melhor momento físico. O meia chegou à Rússia com desgaste muscular na coxa e, no último jogo, foi substituído ainda no primeiro tempo com incômodo na panturrilha, mas os exames não apontaram lesão. 

Outros jogadores da equipe sul-americana, no entanto, têm aparecido bem no Mundial. Nas vitórias sobre a Polônia e o Senegal, decisivas na classificação colombiana às oitavas, os meias Juan Quintero e Juan Cuadrado, o atacante Falcao García e o zagueiro Yerry Mina – um perigo na bola aérea – tiveram seus momentos de brilho.



Veja

O que estão comentando...

Comentários