Corpo da cantora Miúcha é enterrado no Cemitério São João Batista, Rio

Corpo da cantora Miúcha é enterrado no Cemitério São João Batista, Rio

O corpo da cantora e compositora Miúcha foi enterrado por volta das 16h50 desta sexta-feira (28), no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

O velório começou por volta das 12h e a cerimônia foi fechada a familiares e amigos, que foram ao cemitério se despedir da artista.

Filha de Miúcha, Bebel Gilberto estava muito emocionada antes do sepultamento e disse à imprensa que a mãe vai deixar muitas saudades.

"Ela me ensinou a aproveitar tudo de bom na vida. Sorrir pra todo mundo sempre. O mais importante era aproveitar a vida. Ela sempre ia viajar e ficava, nunca voltava no dia planejado. Só amor. Ela foi uma grande mãe. Eu vou morrer de saudade dela", declarou a filha.

Mais de 40 anos de carreira

Miúcha morreu às 17h30 de quinta-feira (27), aos 81 anos, no Hospital Samaritano, no Rio. Irmã de Chico Buarque, mãe de Bebel Gilberto, ela tratava de um câncer e sofreu uma parada respiratória.

Ao longo de mais de 40 anos de carreira, lançou 14 discos e fez parcerias com artistas da bossa nova e da MPB.

Miúcha, apelido de Heloisa Maria Buarque de Holanda, nasceu no Rio, e era filha do historiador e jornalista Sérgio Buarque de Holanda e da pintora e pianista Maria Amélia Cesário Alvim.

Quando criança, formou um grupo vocal com seus seis irmãos, incluindo Chico Buarque. Nos anos 1960, foi estudar História da Arte na França, onde começou a fazer apresentações musicais.

Na itália, conheceu a cantora chilena Violeta Parra, que a apresentou a João Gilberto, com quem se casou. Eles foram morar em Nova York, tiveram a filha Bebel e ficaram casados durante oito anos.

Entre as faixas mais conhecidas de Miúcha estão "Pela luz dos olhos teus", "Maninha" e "Vai levando".



EspaçoPB - G1

O que estão comentando...

Comentários